ESCATOLOGIA

A Segunda Vinda de Cristo

alt  

Escatologia quer dizer doutrina das últimas coisas. A doutrina escatológica tem base bíblica de Gênesis a Apocalipse. Em Gn 3:15, a promessa de esmagar a cabeça da serpente teve o início do seu cumprimento no Calvário, e será concluída escatologicamente no juízo final quando Satanás for lançado no lago de fogo e enxofre, Mt 25:41. A Bíblia fala da exclusividade dos acontecimentos dos últimos dias Jl 28; At 2:17.

 

São trés as principais correntes escatológicas que ensinam acerca da vinda de Cristo:

 

1 – Póstribulacionistas: Crêem que a igreja será arrebatada após a Grande Tribulação.

 

2 – Tribulacionistas: Crêem que a igreja vai ser arrebatada antes da Grande Tribulação.

 

3 – Pretribulacionistas: Crêem que a igreja vai ser arrebatada antes da Grande Tribulação.

 

Entre as três correntes, a pretribulacionista é a mais aceita, vejamos: na visão de João na ilha de Patmos, João é um símbolo do arrebatamento da Igreja, enquanto ele escrevia as sete cartas para as sete igrejas da Ásia Menor, ele estava na terra, entretanto, é convidado e levado ao céu, antes de começar escrever os acontecimentos da grande tribulação. Ap 4:1,2. A palavra Igreja aparece em Ap 3:22 e só volta a aparecer em Ap 22:16. A promessa feita à igreja de Filadélfia de livrar da tentação que á de vir sobre todos os moradores da terra em Ap 3:10, Filadélfia corresponde a igreja do arrebatamento que não passará pela grande tribulação. Paulo disse em 2Ts 2:7,que o iníquio (Anti Cristo) não pode operar por completo porque há um impedimento, este “um” para alguns teólogos é o Espírito Santo, para outros é a igreja.

 

Após a saída deste “um” é que a Grande Tribulação terá total manifestação.

 

O dilúvio nos dias de Noé é uma referência ao arrebatamento da Igreja. Jesus disse que a Sua segunda vinda será como nos dias de Noé. O dilúvio foi para o mundo uma tribulação que provocou a morte de todos os moradores da terra, com exerção de Noé e sua família que estiveram acima da tribulação. Jesus disse que a sua vinda será semelhante aos dias de Lot, os anjos disseram que enquanto ele e sua família não saíssem de Sodoma, o castigo não poderia vir, Lot saiu da cidade e choveu fogo e enxofre, Lot e sua família é um verdadeiro símbolo do arrebatamento da igreja, a sua mulher que olhou para trás e foi convertida em uma estátua de sal, representa o crente carnal que está preso á esta mundo e vai ficar para passar pela grande tribulação. Através destas referências entendemos que todos estes castigos foram execuções do juízo divino sobre os ímpios e a proteção de Deus sobre todos os remanescentes. Por isso não será diferente com a igreja. A igreja passará pelos princípios de dores que são os prenúncios da Grande Tribulação.

 

Escatologicamente haverá cinco grupos de salvos:

 

A – A Igreja que será arrebatada num abrir e fechar de olhos antes da Grande Tribulação 1Ts 4:14-17; 1Co 15:51,52; Ap 3:10.

 

B – Os mártires que se converterem após o arrebatamento e depois de três anos e meio, serão mortos mediante a perseguição do Anti-Cristo, Ap 13:7; 6:9-11; 7;13,14.

 

C – Os 144.000 remanescentes isreilitas que são vistos em Ap7:1-8. Eles serão poupados da morte. Em Ap 14:1-5, eles aparecem no céu acompanhando o cordeiro com um novo cântico.

 

D – Além dos 144.000, os israelitas que irão passar pela Grande Tribulação e vão se converterem em massa na segunda vinda em Glória de Cristo, Rm 11:26; Dt 4:30,31; Os 6:1-3; Zc 13:7-9; 12:10.

 

E – Os gentios que irão se converterem no período da Grande Tribulação e de certa forma não serão mortos até ao fim da mesma. Estes farão parte do julgamento das nações vivas; na vinda em glória de Cristo, e serão levados pelos anjos até à direita de Jesus e serão chamados de ovelhas para herdar o reino de Cristo, Mt 25:31-34 e Mt 24:29-31.

 

Pastor Milton Novais

Topo